3 erros assustadores de marketing por e-mail para evitar

Você verifica cuidadosamente seu doce de Halloween antes de abri-lo, certo? Todos os doces que parecem estranhos ou suspeitos são jogados no lixo. Bem, o lixo também é onde os e-mails de marketing mal elaborados, direcionados e cronometrados geralmente acabam.

Mas os e-mails e boletins eletrônicos da marca da sua empresa não precisam. Não se você tratar as pessoas que os recebem – seus clientes em potencial – com mensagens relevantes e cuidadosamente selecionadas que ressoam com eles e, melhor ainda, despertem seu interesse em seus produtos e serviços.

Aqui estão três freakish email marketing falha em evitar como doces de Halloween contaminados:

1. Projetos ‘mutilados’

Não assombre suas campanhas de e-mail com fotos de banco de imagens assustadoras e obsoletas ou imagens desatualizadas. Erik Harbison, diretor de marketing da AWeber Communications, um provedor de soluções de email marketing com sede em Chalfont, Pensilvânia, sugere que você opte por imagens vibrantes e atraentes de seus produtos e serviços que dão vida à história de sua marca.

O varejista online de roupas de inspiração vintage ModCloth se destaca nisso, por exemplo. A empresa envia e-mails a seus assinantes e-mails visualmente atraentes, acentuados com fotos elegantes e divertidas de suas últimas modas, com links para onde comprar cada item em seu site.

Os designs de e-mail bem equilibrados da empresa são consistentes com o conteúdo da loja online, o que pode ter um efeito de boas-vindas sobre os assinantes.

Se você está procurando um modelo pré-fabricado que pode personalizar rapidamente com o logotipo e as cores da sua empresa, considere escolher uma solução de marketing por e-mail como AWeber, Constant Contact ou MailChimp. Eles oferecem uma ampla seleção de modelos gratuitos com design profissional que não exigem HTML.

2. Frequência ‘diabólica’

Enxugar doces várias vezes ao dia é demais. Assim como enviar e-mails aos assinantes várias vezes ao dia. Isso assusta as pessoas, junto com seus gastos em dólares.

Deixe seus assinantes decidirem com que frequência receberão seus e-mails desde o início, aconselha Harbison. Você pode fazer isso permitindo que eles escolham se desejam receber mensagens suas diariamente, semanalmente ou mensalmente ao se inscreverem por meio do seu formulário de inscrição online.

“Limite a sua frequência de acordo com as preferências dos consumidores”, diz Harbison. “Se eles cancelarem a assinatura, ofereça-se para reduzir a frequência ao mínimo.”

3 erros assustadores de marketing por e-mail para evitar
Foto: (Reprodução/Internet)

Se você é um varejista de roupas, pode perguntar a seus assinantes se eles gostariam de receber um e-mail quando certas roupas estiverem disponíveis em seus tamanhos, estilos e cores favoritos. Se você administra um restaurante, pode perguntar aos assinantes se eles gostariam de ser notificados sobre mudanças no menu e promoções especiais.

3. Irrelevância ‘misteriosa’

E-mails estranhos e irrelevantes que não são personalizados corretamente e direcionados geograficamente enviam a mensagem de que você não tem noção do seu público-alvo e de suas necessidades. Harbison oferece dois exemplos assustadoramente comuns: “Meu nome é John e recebo um e-mail endereçado a Mark ou recebo uma promoção de venda em Nova York e moro na Filadélfia”.

Veja também: As partes essenciais de um e-mail

Em vez disso, reserve um tempo inicial, novamente, durante a inscrição inicial do assinante, para perguntar às pessoas sobre quais tipos de tópicos elas gostariam de receber e-mails, diz Harbison. Em seguida, segmente suas listas de e-mail para personalizar certas mensagens para determinados grupos.

Se você notar um grande grupo de pessoas deixando tipos específicos de mensagens fechadas ou cancelando a assinatura de sua lista após uma série de mensagens específica, é provável que seus e-mails estejam fora do alvo.

Traduzido e adaptado por equipe Autônomo Brasil

Fonte: Entrepreneur