3 lições de marketing do milênio tiradas da selfie

Como membro da Geração X, acho selfies, bem, quase cômicos. É uma fotografia tirada por você mesmo, retratando-se, não fazendo nada além de ser você mesmo. Alguns começaram a chamar a geração do milênio de “a geração selfie”. Mas o que o selfie realmente diz a nós, marqueteiros, sobre a geração do milênio?

Muito, eu acho. A cada foto, a geração do milênio se expressa e revela como prefere receber informações. Para os profissionais de marketing, saber como a geração do milênio se comunica é fundamental para alcançá-los e ajudá-los a se expressar por meio de nossas marcas.

Veja como a selfie nos dá uma visão sobre a psique milenar:

1. Selfies egoístas

Às vezes, parece que cada situação, não importa o quão mundana, seja “digna de selfies” para alguns millennials. Nova camisa? Selfie! Chegou no escritório na hora certa? Selfie! Está se sentindo bem hoje? Selfie! Por que os selfies “egoístas”? Esta geração está além do nativo digital. Eles estão prestes a se tornarem nativos móveis. Eles mal se lembram de um mundo que não estava conectado por meio de dispositivos móveis.

Cada aspecto de suas vidas é baseado na conectividade. Então, por que a capacidade de compartilhar todos os momentos de suas vidas sob demanda não seria a norma? É como eles aprendem sobre novos restaurantes e produtos, como reclamam aos amigos sobre seu último relacionamento fracassado e até mesmo como encontram seu futuro parceiro de relacionamento (possivelmente fracassado).

LIÇÃO APRENDIDA: Conectividade é um aspecto integrado da vida dos millennials. O celular não pode ser algo secundário. Tem que ser o primeiro pensamento.

2. Selfies de autoexpressão

A geração do milênio não está apenas compartilhando suas histórias do dia a dia nas redes sociais. Eles estão usando todos os tipos de ferramentas para aprimorar suas histórias. A ferramenta pode ser um filtro fotográfico peculiar. Talvez seja uma pose única de selfie que eles estão apresentando. Eles podem até recorrer a hashtag em seus selfies.

3 lições de marketing do milênio tiradas da selfie
Foto: (Reprodução/Internet)

Os millennials são levados a ser únicos quando se expressam. Suas fotos nas redes sociais são tanto uma expressão de si mesmas quanto as roupas que vestem, a música que ouvem e as pessoas com quem convivem.

LIÇÃO APRENDIDA: Se você deseja repercutir na geração do milênio, dê a eles ampla oportunidade de se expressarem. Certifique-se de que o atendimento ao cliente ouça suas expressões exclusivas e dê a eles oportunidades de personalizar seus produtos.

3. Selfies situacionais

Você viu esse cara? Ele tirou uma selfie do alto do Cristo Redentor no Rio de Janeiro. É uma das muitas selfies de “risco” que as crianças estão fazendo atualmente.

A vida da geração do milênio costuma estar enraizada no contexto visual. Eles cresceram em um mundo com fácil acesso a fotografia (Instagram) e vídeo (YouTube). Eles até se formam no ensino médio com a capacidade de criar apresentações de slides digitais, construir sites e editar vídeos. Eles sabem o impacto que o visual pode ter. E eles contam com isso nas histórias que compartilham.

LIÇÃO APRENDIDA: “Vamos ser visuais / Visuais / Quero obter visuais …” (#ThrowbackThucted). Você não precisa contar com textos para contar sua história. O contexto visual não pode ser exagerado com os Millennials. Eles entendem. Imagens ou vídeos poderosos irão muito além de um bloco de cópia.

Veja também: 5 mitos sobre mídias sociais 

Os desejos e necessidades da geração Y não são tão diferentes dos de ninguém. Eles são apenas filhos de uma era diferente de tecnologia e conectividade. Então, eles estão se comunicando uns com os outros e com as marcas que amam de maneira diferente. E talvez “Selfie-shly”.

Traduzido e adaptado por equipe Autônomo Brasil

Fonte: Entrepreneur