Saúde e Estética

Alopecia na Barba | Causas, tratamentos e remédio caseiro

Quando se fala em alopecia, muitas pessoas associam a condição à perda de cabelos.

No entanto, outras regiões do corpo podem ser atingidas, inclusive a barba, no caso dos homens.

Conhecida como alopecia areata da barba ou simplesmente alopecia na barba, é uma situação pouco falada, no entanto muito comum.

Envolve a quebra e perda de pelos na região da barba, formando pequenas falhas em formato oval ou redondo, muitas vezes chamadas de regiões peladas.

Além da perda de fios – o sintoma mais comum de alopecia na barba –, é possível verificar o aparecimento de pelos brancos antes da queda dos pelos, coceira e queimação na região afetada.

Dificilmente são observadas alterações na pele ou sinais de inflamação, o que faz com que a grande maioria dos homens acabe evitando procurar um médico por acreditar se tratar de uma condição passageira.

Na verdade, não estão tratando as causas da queda dos fios da barba, que podem ser advindas de diversos fatores.

Causas de alopecia na barba

alopecia na barba areata causas

Existem várias causas associadas à queda dos pelos na região da barba, ainda assim, a boa notícia é que a doença tem cura.

Dentre os principais causadores de alopecia na barba, podemos citar os fatores emocionais como estresse, problemas financeiros ou emocionais e até mesmo ansiedade.

É uma forma do corpo lidar com essas situações, colocar para fora algo que não está sendo resolvido.

O emocional, inclusive, é a causa que mais pode afetar e piorar o problema.

Outros fatores relacionados a perda dos pelos da barba são falhas no sistema imunológico, que passa a ver os folículos dos pelos como um elemento estranho ao corpo que precisa ser eliminado; predisposição genética; e doenças como hipo ou hipertireoidismo, diabetes, lúpus, vitiligo e até mesmo alergias como a rinite.

Tratamento e prevenção

Dependendo do tamanho e da quantidade de regiões atingidas, o tratamento de alopecia na barba pode levar meses para apresentar resultados efetivos.

Inclusive porque não adianta apenas tratar a queda dos pelos, mas sim os fatores que a vem causando.

Vale comentar que o tratamento não é obrigatório, já que na maioria das vezes a queda de fios tende a desaparecer sozinha.

Dentre as formas de tratamento mais comuns estão:

  • O uso de pomadas, como o Minoxidil.
  • Tratamento com remédios antidepressivos e acompanhamento psicológico e psiquiátrico para resolver problemas emocionais.
  • Aplicação de corticosteroides na região afetada, feitos por um dermatologista por um período que pode variar, em média, de quatro a seis semanas.

O melhor é procurar o dermatologista assim que notar qualquer alteração nos pelos da barba, quanto antes é feito o diagnóstico da alopecia areata mais fácil é para evitar as regiões “peladas”.

Caso note alguma alteração na barba, saiba que a automedicação não é recomendada, o melhor é contar com um médico para resolver o problema.

Para prevenir ou ao menos reduzir a queda de pelos da barba, alguns cuidados simples podem ajudar.

Manter a região higienizada, hidratada e fazer uma manutenção regular ajuda a fortalecer os fios.

Aqueles que gostam de usar a barba mais comprida, também podem apostar em shampoos para a região.

Sentiu que a alopecia da barba é reincidente e que, mesmo tomando todos os cuidados, a queda dos pelos volta a acontecer?

Procure seu dermatologista o quanto antes, pois a alopecia areata pode se espalhar para outras regiões do corpo, inclusive para os cabelos.

Vídeo | Alopecia Areata na Barba (Falhas Grandes na Barba)

Vídeo | Remédio caseiro: Estimula o crescimento

Leia também: