As 5 ferramentas básicas de que você precisa para ser o melhor vendedor

ANÚNCIO

Converse com 10 profissionais de vendas modernos em vários setores, e eles provavelmente mencionarão as mesmas ferramentas de vendas que não podem viver sem isso. Investir na construção de uma equipe de vendas poderosa renderá dividendos ao gerar receita. Encontrar o cliente potencial certo no momento certo e se conectar com ele é crucial. Novas ferramentas ajudam as equipes de vendas a fazer tudo.

A tecnologia de vendas evoluiu significativamente na última década. Agora é mais fácil personalizar seus argumentos de venda e usar plataformas sociais para encontrar os contatos certos. Mas, com dezenas de ferramentas por aí, como os empreendedores podem saber qual é a certa para eles e seus negócios? O LinkedIn entrevistou recentemente mais de 1.000 vendedores para entender quais ferramentas eles mais precisam.

ANÚNCIO

Curiosamente, a pesquisa também revelou segredos por trás dos melhores desempenhos – aqueles que cumprem suas cotas de vendas, consideram-se entre os 25% superiores de seus departamentos e esperam superar suas receitas desejadas em 25%. Aqui está o que aprendemos sobre os cinco tipos de ferramentas que as equipes de vendas usam com mais frequência para obter leads e fechar negócios:

1. Redes sociais

Enquanto algumas empresas recusam a ideia de seus funcionários navegarem na Internet durante o horário comercial, a mídia social pode ajudá-los a fazer melhor seu trabalho. Espantosos 90 por cento dos melhores vendedores usam ferramentas de vendas sociais como Facebook, Twitter e LinkedIn, em comparação com 71 por cento do total de profissionais de vendas.

Cerca de 28 por cento dos vendedores passam de três a cinco horas por semana usando ferramentas de vendas sociais, enquanto 21 por cento gastam entre cinco e 10 horas por semana.

ANÚNCIO

A venda social – alavancando estrategicamente as conexões de mídia social para construir relacionamentos que proporcionam benefícios mútuos antes, durante e depois de um negócio – se tornou uma parte indispensável do kit de ferramentas de vendas.

Os vendedores estão usando as vendas sociais para se concentrar nas pessoas certas, ficar informados sobre as principais atualizações e construir a confiança de clientes e clientes potenciais.

2. Ferramentas de inteligência de vendas

As ferramentas de inteligência de vendas não são tão populares quanto o Gerenciamento de relacionamento com o cliente (CRM) e as ferramentas de vendas sociais, mas pesquisas mostram que elas ainda são uma parte importante da pilha de vendas. Um terço dos vendedores pesquisados ​​emprega inteligência de vendas, com os usuários gastando de três a cinco horas por semana nessas ferramentas.

Outra lição surpreendente? Embora a geração do milênio adote essas ferramentas com mais rapidez, colegas mais velhos têm algumas das melhores histórias de sucesso de longo prazo. Fatores geracionais importam menos do que a disposição de investir tempo e energia para entender e usar essas ferramentas.

3. CRM

Não é surpresa que ferramentas de CRM consagradas, como Salesforce e Microsoft Dynamics, sejam uma parte crítica do kit de ferramentas de vendas. A pesquisa do LinkedIn descobriu que 33% dos usuários de CRM gastam de três a cinco horas por semana usando ferramentas de CRM, enquanto quase 25% dos usuários gastam mais de 10 horas.

The 5 Basics Tools You Need to be a Top Seller
Foto: (Reprodução/Internet)

De todas as ferramentas da pilha de vendas, o CRM obtém mais tempo dos vendedores. Eles acreditam que o CRM, junto com a venda social, oferece o valor mais alto. Uma nova pesquisa divulgada pelo Gartner confirma que o CRM ainda é relevante: O mercado mundial de software de CRM totalizou US $ 26,3 bilhões em 2015, quase 12,4 por cento acima dos US $ 23,4 bilhões em 2014.

4. Aplicativos de produtividade

Não faltam opções para manter os proprietários de negócios organizados e produtivos no trabalho. Box, Dropbox, Evernote e Google Apps são exemplos de aplicativos com recursos que permitem aos representantes de vendas gerenciar sua carga de trabalho e atingir as metas trimestrais.

Na pesquisa do LinkedIn, 30% dos usuários de aplicativos de produtividade disseram que gastam de três a cinco horas por semana com essas ferramentas.

A geração do milênio tem 19% mais probabilidade do que seus colegas baby boomers de usar aplicativos de produtividade. Como um todo, os profissionais de vendas estão usando aplicativos de produtividade de forma consistente, embora não tanto quanto outras ferramentas na pilha de vendas.

5. Rastreamento de e-mail

Embora não seja tão popular quanto CRM e vendas sociais, o rastreamento de e-mail ainda tem uso constante. Outreach, HubSpot, Yesward, ToutApp e Cadence são apenas alguns exemplos. Aproximadamente 26% dos usuários da ferramenta de rastreamento de e-mail relatam gastar três a cinco horas por semana nesses esforços.

Ver também: 7 dicas para iniciar um negócio online 

Profissionais de vendas (62 por cento) e gerentes de contas (59 por cento) são mais propensos do que qualquer outro profissional pesquisado a classificar essas ferramentas como “críticas” ou “extremamente críticas” para sua capacidade de fechar negócios

Traduzido e adaptado por equipe Autônomo Brasil

Fonte: Entrepreneur 

ANÚNCIO