Saúde e Estética

Como fazer conserva de Jurubeba, para que serve e benefícios

A jurubeba em conserva, tem muitos benefícios para a saúde se for consumida moderadamente, também é uma boa maneira de aumentar a energia, promover o bem-estar e proteger o corpo contra doenças.

Para que serve a Jurubeba em conserva?

O fruto em conserva é muito utilizada no Brasil para tratar febres, anemia, erisipela, hepatite, distúrbios do fígado e do baço, tumores uterinos, síndrome do intestino irritável, gastrite crônica e problemas digestivos, como digestão pobre, inchaço e flatulência.

A Jurubeba em conserva é um alimento muito comum aqui no Brasil para ressacas e alívio dessa sensação que você tem quando você comer demais.

Também é usado às vezes externamente em cataplasmas para curar feridas e úlceras.

As peças utilizadas do fruto são as folhas, frutas e raízes.

Outros usos tradicionais registrados da Jurubeba em conserva são eliminar os parasitas internos e reduzir a flatulência.

É suposto ser um diurético, ajudar em problemas respiratórios e também para limpar obstruções nos órgãos internos.

Como fazer a Jurubeba em conserva?

como fazer jurubeba em conserva

Para fazer a Jurubeba em conserva separe os frutos e lave-os.

Coloque água para ferver, uma quantidade que cubra metade das Jurubebas.

Quando a água estiver a ponto de abolir, coloque as o fruto e desligue o fogo.

Deixe-as cozinhar por aproximadamente 2 minutos com o fogo desligado.

O próximo passo é só colocar as Jurubebas em um vidro junto com a água e acrescentar vinagre de álcool de forma que cubra o fruto.

Após isso acrescente sal a gosto, pimenta e os temperos de sua preferência.

Deixe a Jurubeba em conserva descansar por no mínimo 3 dias. Ela pode ser consumida nas principais refeições do dia com comida.

Princípios Ativos?

A Jurubeba em conserva possui:

  • resinas (juribina e jurubepina),
  • alcalóides (solamina, solanidina, solasodina),
  • ácidos graxos,
  • esteróides nitrogenados,
  • esteroidais nitrogenados (paniculina, jurubina),
  • agliconas (isojurubibina,
  • isopaniculidina,
  • isojurupidina e jurubidina),
  • ácidos orgânicos, g
  • licosídeos (paniculoninas A e B),
  • mucilagens,
  • saponinas e princípios amargos.

Propriedades medicinais:

Anti-inflamatória carminativa, colagoga, descongestionante, digestiva, diurética, emenagoga, cicatrizante, estomáquica, febrífuga, desobstruente do fígado e do baço, hepatoprotetora, hepatotônico, tônica.

A Jurubeba em conserva sempre é antidiabética, aperientes, desobstruentes, colagogos, antianêmicos, diuréticos, febrífugos, anti-hidrópicos, amargos e tônicos; aperiente, colagogo, depurativo do sangue, digestivo, diurético, estimulante, laxante, tônico.

Aviso importante

Existem efeitos da Jurubeba em conserva em algumas pessoas que devem ser levados em consideração.

Em primeiro lugar, a solasodina fitoquímica contida na planta e outros na família da palmeira tem sido demonstrada em alguns estudos.

Para reduzir a contagem de esperma e ter um efeito anti-fertilidade no sexo masculino.

Também mostrou diminuir a pressão arterial, bem como estimular o coração.

Ela estimula as funções digestivas e reduz o inchaço do fígado e do baço.

É um bom remédio contra hepatite crônica, febre intermitente, tumores uterinos e hidropisia.

Vídeo | Receita de como fazer conserva de jurubeba caseira

Para finalizar

No entanto, esses usos tradicionais não foram corroborados pela pesquisa, apesar das alegações em contrário.

A pesquisa parece mostrar que a planta é um bom tratamento para úlceras no estômago e distúrbios gástricos, levando ao menos alguns dos seus usos tradicionais.

Se for consumida moderadamente a Jurubeba em conserva não faz mal.

Entre outros benefícios para saúde

jurubeba

A Jurubeba é lendária por oferecer proteção ao fígado em casos envolvendo excessos como comer ou beber.

Jurubeba também combate tumores e ajuda a manter um coração saudável.

Como uma erva capaz de aliviar a retenção de água no corpo.

Classificada como febrífuga, jurubeba ajuda a aliviar as condições febris entre muitos outros benefícios que você conhecerá neste artigo.

Sobre a erva:

Nativa do Brasil, Paraguai e Argentina, jurubeba é uma pequena árvore que sobe até 3 metros de altura. Existem árvores da erva masculinas e femininas;

  • A fêmea cresce ligeiramente mais alta, tem folhas maiores e dá frutos.
  • Carregam os frutos e exibem folhas maiores.
  • O medicamento verde da erva reside em suas folhas, raízes e frutas.

Usos da Jurubeba

Usado para estimular a digestão e atua como um anti-inflamatório natural para o fígado, bem como um diurético.

Excelente para combater excessos de álcool.

Usado para tratar tumores uterinos, úlceras, cicatrizante para feridas, contusões, diabetes, icterícia, hepatite, febre e falta de transpiração, usado para cistite e edema, inflamação do baço e atonias gástricas.

Também serve como um tônico, febrífugo, combate a falta de apetite, malária, afecções hepáticas.

Também contém uma grande quantidade de ferro e é usado para anemias e convalescença após infecções.

Dosagem recomendada de Jurubeba

A folha em pó de Jurubeba – disponível em cápsulas – pode ser preparada em uma bebida à base de plantas ou tomada com as refeições.

Altamente eficaz como tônico, jurubeba mantém boa função digestiva e permanece como um dos remédios mais procurados para o consumo excessivo de álcool.

É, portanto, amplamente conhecida como o “remédio de ressaca” entre os medicamentos verdes da natureza.

Porque a erva tem propriedades hipotensivas (redução da pressão arterial), deve ser usada com cuidado por pessoas com doenças cardíacas.

Propriedades documentadas por pesquisas:

  • Analgésico,
  • antiácido,
  • antiulceroso,
  • cardiotônico (tonifica,
  • equilibra,
  • fortalece o coração),
  • estimulante digestivo,
  • gastrototônico (tons, balança, fortalece o trato gástrico),
  • gastroprotetor (protege o trato gástrico),
  • hepatotônico (tonifica, equilibra, fortalece o fígado),
  • hipotensivo (reduz a pressão sanguínea).

Componentes da planta

Os constituintes ativos de Jurubeba foram documentados pela primeira vez na década de 1960, quando pesquisadores alemães descobriram novos esteróides de plantas, saponinas, glicosídeos e alcalóides na raiz, caule e folhas.

Os alcalóides foram encontrados mais abundantemente na raiz, embora também presentes no caule e nas folhas.

Solanidina e solasodina foram descobertas nas folhas e frutos de jurubeba, o que provavelmente explica suas propriedades protetoras de fígado.

Preparação tradicional

Um copo de uma infusão de folha padrão, ou 3-4 ml de um extrato fluido é tomado 1-3 vezes ao dia (com ou logo após as refeições).

Um a 2g de folhas em pó em comprimidos ou cápsulas (ou agitado em água ou suco) com as refeições pode ser substituído, se desejado.

Vídeo | Conheça os benefícios do fruto Jurubeba

Cuidados:

A Jurubeba pode reduzir a fertilidade em homens.

Tem hipotensão leve (diminui a pressão sanguínea) e efeito estimulante no coração e deve ser usado com precaução se você tiver uma condição cardíaca.