Como humanizar sua marca e construir buzz nas mídias sociais

Se você for como eu, você adora quando as marcas interagem de uma forma humana e autêntica. Você também adora quando o resultado dessa interação não é apenas delicioso, mas também proporciona uma experiência satisfatória. Em outras palavras, você não está apenas feliz, mas seu problema está resolvido.

E o que fazemos quando temos essa experiência? Conversamos sobre isso, tanto online quanto offline. Isso é buzz nascido do social – especificamente social que é autêntico, bidirecional e focado no serviço ao cliente. Abaixo estão três maneiras de criar esse zumbido indescritível:

Contextualizar = comunicação autêntica

Diga que um cliente tuíta o seguinte para você: “@suaempresa – seu aplicativo não está carregando bem no meu telefone. Ajuda?” Isso o arma imediatamente com o contexto para a resposta. Você conhece o problema deles. Você sabe que eles querem ajuda e ainda estão interessados ​​em seu produto.

Você pode aprender mais sobre a pessoa escaneando seu perfil. Não há desculpa para uma resposta predefinida (ou seja, “@cliente – lamentamos o transtorno. Qual parece ser o problema?”).

Gah! Você já conhece o problema e seu estado de espírito!

Uma resposta que realmente soasse humana teria sido muito mais envolvente. No entanto, com frequência vemos empresas se transformando em robôs em plataformas construídas para facilitar conversas e serviços genuínos.

Resumindo: interagir com os clientes em plataformas sociais tem a ver com contexto e, em seguida, se comunicar como um ser humano – a maneira como o cliente provavelmente deseja ser tratado. E há uma boa chance de que o cliente vá compartilhar sua experiência de interação com a marca, seja on-line ou off-line. Isso é buzz.

Responda rapidamente

“Veio da noite para o dia” é praticamente a única desculpa para não responder à sociabilidade dos clientes. Não realmente, mas a questão é que os clientes esperam uma resposta rápida das empresas por meio das redes sociais. (Há uma razão para eles escolherem esse canal em vez de, digamos, um sistema telefônico automatizado ou mesmo e-mail.)

Como humanizar sua marca e construir buzz nas mídias sociais
Foto: (Reprodução/Internet)

A resposta rápida não é apenas a chave para satisfazer a necessidade imediata, mas também facilita a satisfação do cliente. Pense em como você se sente feliz quando o barbeiro consegue “apertar você” em um curto espaço de tempo. É provável que você tenha contado a um ou dois amigos sobre isso. É esse tipo de resposta social rápida que pode, mais uma vez, gerar buzz.

Se os ânimos piorarem, fique offline

Nada é pior do que uma disputa social de gritos entre um cliente e uma marca / empresa. A marca sempre perderá. Se você reuniu o contexto e foi rápido em responder, mas as coisas estão ficando difíceis, ofereça-se para discutir o assunto por e-mail ou por telefone.

Naturalmente, você precisa fazer isso sutilmente. Ofereça-se para enviar uma mensagem direta e, em seguida, troque um endereço de e-mail ou número de telefone. Isso não apenas ajudará você a se aprofundar no problema, mas também mostrará cuidado. Você terá feito um esforço extra – por apenas um cliente. E isso certamente resultará em um boca a boca positivo.

Veja também: 5 mitos sobre mídias sociais

Obviamente, há um requisito comum aqui: tempo. E como um jovem empreendedor, você provavelmente não tem muito para gastar. Mas tenha isso em mente ao alocar seu orçamento de marketing – mesmo que pareçam mais como atendimento ao cliente.

Traduzido e adapatado por equipe Autônomo Brasil

Fonte: Entrepreneur