Como sua startup pode implementar práticas eficazes de diversidade, equidade e inclusão

ANÚNCIO

Muito do diálogo sobre os planos de diversidade, equidade e inclusão (DEI) na mídia tem se concentrado em negócios estabelecidos que, francamente, têm a capacidade de reengenharia de estratégias atuais, integrar a comunicação de DEI aos planos de comunicação atuais e alavancar a liderança de sua organização para focar e impulsionar iniciativas.

Startups e negócios empreendedores, no entanto, estão provavelmente começando do zero com o desenvolvimento de planos de DEI. Isso tem muitas vantagens. Essas empresas têm a flexibilidade de criar uma cultura sem necessariamente desmontar práticas profundamente enraizadas. Startups e empresas empreendedoras costumam perguntar “E se?” qual é a mentalidade exata necessária para pensar sobre como a DEI pode “viver” na empresa.

ANÚNCIO

Startups e empreendedores podem criar e implementar práticas eficazes de diversidade, igualdade e inclusão, abordando estas áreas:

Primeiro, avalie suas práticas atuais de recrutamento de talentos

É mais do que simplesmente decidir se você deseja contratar com a diversidade em mente. Você precisa estabelecer estratégias de recrutamento. Agora é a hora de considerar o que pode acontecer a curto prazo para começar a mitigar quaisquer problemas e, em seguida, desenvolver metas de longo prazo para conduzir estratégias de recrutamento DEI focadas.

Comprometa-se a recrutar de forma ampla e profunda (não apenas cargos de nível básico e de gerenciamento, mas também funções de liderança sênior).

ANÚNCIO

Em seguida, examine a estrutura informal e não declarada das práticas de promoção

Ter uma estratégia de diversidade e inclusão implementada não é suficiente. É necessária uma avaliação séria de como você está oferecendo oportunidades equitativas de promoção (junto com aumentos salariais) dentro de sua empresa.

Como você está preparando, apoiando e promovendo diversos funcionários? Avalie como sua empresa está permitindo que todos os funcionários tenham acesso às principais partes interessadas, promotores, mentores, treinadores e oportunidades de progressão na carreira. Não se trata de contratar talentos diversos e, em seguida, não abordar o terreno sutil, mas difícil de promoção.

Revisitando e reescrevendo seus valores

Os valores da sua empresa falam de sua crença na diversidade, equidade e inclusão?

Dê um passo atrás e pense se seus funcionários podem identificar como a empresa vive seus valores. Esses valores dizem respeito ao que os líderes agora estão dizendo que é importante ter uma empresa que apóia a diversidade, a equidade e a inclusão? Se não, quais valores precisam ser alterados ou adicionados? Considere como os líderes e todos os funcionários abordados podem refletir esses valores.

Estabeleça um plano de comunicação vigoroso

Você precisa de um plano de comunicação da DEI, não uma tentativa casual de discuti-lo. Este plano de comunicação precisa incorporar as questões proeminentes que você deseja que seus funcionários saibam sobre seus esforços, atualizações de status e todos os desafios observados. Ele precisa ser comunicado em vários canais (reuniões de equipe, reuniões em toda a empresa, um-a-um, comunicações de RH, etc.).

Tome o pulso com frequência

Verifique como seus esforços de DEI estão funcionando. Crie várias oportunidades e canais para seus funcionários comunicarem o que estão experimentando, vendo e ouvindo. Nem todos se sentirão psicologicamente seguros com um canal de feedback específico, portanto, permita que eles façam uma escolha.

Estabeleça oportunidades de feedback individualmente, de RH ou anonimamente. O objetivo é adquirir informações em tempo real, honestas e não filtradas.

Seja corajoso e deixe ir as pessoas que não apóiam seus esforços de DEI

As empresas podem estar focando sua atenção em impulsionar as estratégias de DEI, mas se as coisas não estão mudando, então é hora de resolver o que está bloqueando isso. Quem é um bloqueador e precisa sair? Nenhuma quantidade de boas intenções fará da DEI um sucesso se você tiver funcionários que não o apóiam ou não desejam torná-la uma prioridade.

Entre na liderança com empatia, compaixão e consciência aprofundada

É vital ter líderes interessados ​​em aprender como liderar equipes diversas. Nem todo mundo, por mais bem-intencionado que seja, saberá como liderar com a empatia e a compaixão necessárias no momento.

Diversos funcionários precisam saber que a liderança de sua empresa está sendo responsiva a eles durante a agitação social e as crises. Certifique-se de que sua equipe sabe que você está aberto a novas abordagens, pronto para criar uma cultura de respeito pela diversidade e aberto para ouvir, apoiar e valorizar diferentes vozes, pensamentos, perspectivas e soluções.

Aqui estão maneiras de liderar e apoiar seus diversos funcionários, o que demonstra seu compromisso com a diversidade, equidade e inclusão e que também transmite sua compaixão e empatia:

Estar presente

Seus diversos funcionários querem que você esteja “dentro” deste momento. Isso significa ouvir ativamente, ser empático e compassivo, e ser flexível e responsivo em como você pode fornecer suporte. Este não é o momento de dar o seu ponto de vista, fazer perguntas para seu esclarecimento ou se livrar de sua culpa pessoal.

Sem atalhos

A verdadeira aprendizagem é necessária para a mudança. Não use atalhos pedindo aos funcionários Negros que expliquem os princípios do racismo para você. Isso só aumenta seu fardo. A responsabilidade de explorar e expandir seu próprio conhecimento exige que você seja responsável por seu próprio aprendizado.

Yasir Mirza appointed Channel 4's Head of Inclusion & Diversity
Foto: (Reprodução/Internet)

Espere e escute

Seus diversos funcionários querem soluções, mas não querem uma abordagem aleatória para um problema sistêmico. Deixe-os saber que você está nisso por um longo tempo. Reúna informações, faça conversas esclarecedoras e faça brainstorm de soluções. Isso é o que é necessário para criar uma mudança real.

Esteja confortável com o desconforto

Para apoiar sua equipe diversificada, você precisa se sentir desconfortável. Isso significa examinar seus próprios preconceitos, desafiar os colegas a se comportarem de maneira diferente, lutar contra uma cultura que pode não representar ou respeitar a diversidade e se acomodar com a ideia de que a mudança será perturbadora e difícil, mas, em última análise, é a única maneira certa de ser .

Faça o que fala

Muitas vezes, diversos funcionários ainda acham que suas vozes e contribuições não são valorizadas da mesma forma que outras pessoas em sua empresa. Esses funcionários precisam de líderes que apoiem uma cultura e políticas que promovam a equidade. Eles precisam de líderes que desafiem o status quo e que entendam que, mesmo que não estejam enfrentando certos desafios em sua empresa, isso pode não significar as experiências de outros.

Ver também: Por que o treinamento de liderança é importante 

Criar novas normas de equipe

Os líderes precisam colaborar com suas diversas equipes para realinhar ou criar normas sobre como se comunicar, apoiar uns aos outros, gerenciar conflitos e enfrentar quaisquer outros desafios.

Os líderes também precisam criar segurança psicológica em suas equipes e promover uma cultura de confiança e abertura. Os líderes podem ajudar suas equipes a promover o princípio de que a diversidade é um valor que pode ser demonstrado por pessoas diversas, opiniões diversas e soluções diversas.

Startups e negócios empreendedores têm a oportunidade de desenvolver novas maneiras de ser e fazer com maior facilidade e flexibilidade do que empresas maiores ou mais estabelecidas. Eles podem ser abertos, curiosos, flexíveis e preparados para mudanças, enquanto perguntam “E se?” e então ser corajoso e ousado o suficiente para girar e evoluir.

Traduzido e adaptado por equipe Autônomo Brasil

Fonte: Startupnation

ANÚNCIO