Empreendedorismo online – ideias para investir e começar um negócio

ANÚNCIO

Sabe-se que ao pensar em empreender automaticamente é preciso lembrar da internet, pois hoje ela pode ser um dos meios mais eficientes para começar um novo negócio. Além de alcançar um público de forma mais rápida existem muitas áreas a serem exploradas.

Vale lembrar que através de uma pesquisa feita pela NZN Intelligence, empresa responsável por entregar soluções de publicidade online para vários sites, foi possível saber que 74% da população brasileira já está preferindo fazer compras pela internet.

ANÚNCIO

Então, se a ideia é abrir o próprio negócio pode ser interessante começar a estudar um pouco mais sobre essa área digital. Até porque, ela vem crescendo cada vez mais e tomando o lugar de muitos estabelecimentos físicos.

Empreendedorismo online - ideias para investir e começar um negócio
Fonte: (Reprodução/internet)

Continue por aqui e confira algumas ideias interessantes para começar a investir em um novo negócio na internet.

Ideias para trabalhar com conteúdos digitais

Uma das áreas que mais vem empregando pessoas hoje em dia é a produção e venda de conteúdos digitais. De acordo com o site da Hotmart essa é uma das opções de negócios que mais está dando lucro para as pessoas por conta do custo-benefício.

ANÚNCIO

Isso porque, quase não será preciso investir dinheiro nessa área. O que será necessário é a dedicação para estudar o público e estratégias para alcançar cada vez mais futuros clientes. No entanto, como tudo é tratado de forma virtual, isso também acaba sendo mais fácil.

Bom, falando de criação de conteúdo existem algumas áreas que estão crescendo cada vez mais, sendo elas:

  • Os produtores: que fazem conteúdos para serem consumidos;
  • Os afiliados: que vendem os conteúdos que outras pessoas produzem;
  • E os sociais medias: que cuidam das mídias sociais.

Os produtores digitais

Existem vários tipos de produtores digitais atualmente, mas os mais comuns são aqueles que produzem e-books ou cursos onlines. Para começar a fazer essas duas coisas é preciso se dedicar muito e ter conhecimento daquilo que será ensinado.

Além disso existem alguns pontos que precisam ser explorados, como:

  • Criatividade;
  • Dinâmica;
  • Organização;
  • Responsabilidade;
  • Planejamento;
  • Conhecimento básico da internet.

Então, ao ver os pontos acima dá para ter uma noção de que esse será um trabalho não tão simples o quanto podia parecer. Para a criação de cursos, por exemplo, será necessário gravar vídeos e conhecer bem o público para conseguir usar a melhor linguagem possível.

Ou seja, é preciso estudar um pouco sobre esse universo para conseguir colocar tudo em prática. A dica mais valiosa dessa caminhada será a persistência, pois nada irá cair do céu. No entanto, se o trabalho for bem feito o reconhecimento certamente virá.

Os afiliados

Agora para ser afiliado é preciso ter uma certa intimidade e facilidade com o mundo das vendas, pois a única diferença por aqui é que os produtos que serão vendidos são online. Lembrando que a maiores vantagens serão: fazer seu próprio horário e trabalhar de onde quiser.

No entanto, a responsabilidade pode ser ainda maior, pois todo o resultado estará diretamente ligado com a disciplina e dedicação do afiliado. Geralmente existem poucas competências exigidas para esse cargo, mas cada uma é indispensável, sendo elas:

  • Ser comunicativo;
  • Conseguir ser criativo com as divulgações;
  • Ter ideias inovadoras para alcançar o público;
  • E sempre querer aprender.

Vale lembrar que hoje existem muitas plataformas que trabalham com afiliados, como a Udemy, Hotmart e Monetizze. Para saber um pouco mais sobre essas empresas a Academia do Marketing fez um artigo que pode ser bem útil.

Social media

Você já ouviu falar de um social media? Talvez não diretamente, mas esse é o profissional que fica responsável por cuidar especificamente da rede social de alguma marca ou empresa, seja ela pequena ou renomada.

Então, essa é uma opção que vai exigir um conhecimento específico das redes sociais que se deseja administrar. Além disso, a pessoa precisa ser criativa, entender sobre marketing digital para fazer uma rotina de postagens.

As lojas online

Além da criação e venda de conteúdo também é possível abrir uma loja virtual e vender produtos físicos de forma mais fácil. Sabe-se que ter um estabelecimento pode custar muito caro, então algumas pessoas estão optando por abrirem suas lojinhas das redes sociais.

Essa é uma ideia que se for bem explorada pode dar certo já que hoje as redes sociais dão apoio gratuito para isso. O Instagram por exemplo, a segunda rede social mais acessada do mundo, tem a opção de conta comercial.

Por lá é possível publicar seus produtos, colocando os preços e deixando o público cada vez mais informado. A única coisa que a plataforma ainda não permite é que o usuário finalize a compra por lá, mas é possível colocar um link para que isso aconteça em outro site.

Pense em explorar todas as áreas

Trabalhar na internet não é sinônimo de moleza, muito pelo contrário, pois por aqui as pessoas estão cada vez mais exigentes. Então o interessante é encarar esse espaço como mais uma oportunidade de crescer e com isso começar a estudar e explorar todas as áreas possíveis.

ANÚNCIO