Ginecomastia | Tudo sobre a cirurgia e o tratamento natural indicado por especialistas

A ginecomastia é uma condição que afeta os homens e se caracteriza pelo aumento anormal das mamas neles. Diferente do que muita gente pensa, ela não tem relação alguma com o excesso de peso, estando relacionada especificamente com o excesso de tecido mamário.

Esse problema pode atingir indivíduos do sexo masculino de todas as idades, até mesmo os recém-nascidos! Nesse caso, normalmente a ginecomastia é provocada pelo contato com o hormônio estrogênio da mãe, e se cura sozinho rapidamente. Entre adolescentes e adultos, a condição costuma ser causada por algo anormal nos níveis de testosterona:

  • Adolescentes: por volta dos 14 anos de idade, podem ter ginecomastia nas duas mamas, ou apenas em uma geralmente por ocorrer um aumento tardio da concentração de testosterona em comparação ao estrogênio. É algo comum nessa fase;
  • Adultos: a queda da quantidade de testosterona pode causar o aumento das mamas.

Além dessas duas situações, alguns homens perdem testosterona por uma série de outras questões, como a realização de quimioterapia, hepatite crônica, exposição a esteroides anabolizantes, existência de tumores, hipertireoidismo, tratamento à base de radiação na região dos testículos e muitas outras.

Isso sem contar com o fato de que alguns possuem esse hormônio em menor quantidade como uma característica do próprio organismo.

Leia também:

 

O que fazer ao sinal de ginecomastia?

ginecomastia masculina

O primeiro passo que deve ser dado por um homem que percebe que suas mamas estão maiores do que o natural é procurar um médico.

Pode ser um clínico geral (que fará os encaminhamentos necessários), mastologista, endocrinologista ou um pediatra, no caso dos meninos.

É importante deixar o constrangimento de lado e ter noção de que essa condição afeta muitas pessoas!

Alguns sintomas podem ajudar a identificar a ginecomastia:

  • Aparência semelhante à da mama feminina;
  • Sensibilidade na região da mama;
  • Dor e/ou coceira;
  • Acúmulo de gordura no local.

 

É possível tratar e reverter a ginecomastia?

Felizmente, sim. Muitos homens e meninos acabam desenvolvendo problemas até com a própria autoestima por causa do aumento das mamas. Algo simples, como tirar a camisa para aproveitar a praia ou piscina se torna motivo de vergonha e de comentários maldosos dos mais desavisados.

Se você tem passado por isso ou conhece alguém, saiba que uma das alternativas é a terapia hormonal, que serve para cortar os efeitos do estrogênio no organismo, hormônio feminino (mas que os homens também têm) e que provoca o aumento da região.

Em alguns casos, especialmente mais avançados, também é possível realizar uma cirurgia para reduzir o tamanho das mamas, retirando o excesso de tecido mamário.

 

Tratamento natural para ginecomastia

Além disso, existem alternativas de tratamentos naturais, que também são recomendados por especialistas, como por exemplo, aumentar o consumo de óleo de peixe, que ajuda na produção de testosterona.

O zinco realiza esse mesmo efeito, assim como a linhaça, que além de aumentar a testosterona, também ajuda a reduzir o estrogênio. A prática de atividades físicas é outro tratamento indicado, mesmo que o problema não tenha nada a ver com a gordura: os exercícios ajudam a equilibrar os níveis hormonais.

O mais importante é procurar um médico e seguir suas recomendações.

 

Relacionado:

  • Ginecomastia masculina tratamento caseiro neste link.

 

Vídeo | Como saber se tenho ginecomastia?

https://youtu.be/eVowXWUhwlg

Participe! Deixe abaixo seu comentário:

       

Deixe um comentário

*