Inteligência emocional: por que você precisa e como identificá-la no trabalho

ANÚNCIO

Com que rapidez você se adapta às mudanças no trabalho? Você é hábil em cultivar a conexão com uma equipe remota? Quais são as suas ferramentas para notar o racismo e promover a diversidade, ao mesmo tempo que constrói conexão e pertencimento no trabalho?

Essas autoavaliações são indicadores de inteligência emocional, ou IE, e entram em ação todos os dias em que você está envolvido com outras pessoas. Cada organização atinge seus objetivos por meio de uma série de conversas, interações e decisões diárias. Isso envolve necessariamente humanos, e quanto mais inteligente formos emocionalmente, mais eficazes seremos em todos os níveis.

ANÚNCIO

Considere, por exemplo, a competência IE de exercer o autocontrole emocional. Durante os momentos em que você tem sentimentos impulsivos ou angustiados no trabalho, com que frequência você os administra de uma forma que não perturba os outros?

Se você testemunhou a si mesmo ou a um colega nas garras dessa decisão emocional, você experimentou inteligência emocional. Se você participou da queda de uma exibição disruptiva, você testemunhou um momento de baixo IE.

Cunhado por Daniel Goleman, o termo inteligência emocional, ou IE, pode ser comparado à inteligência tradicional ou QI, exceto que IE é sobre o quão inteligentes somos com nossas conexões humanas – em outras palavras, quão eficazmente administramos a nós mesmos e nossos relacionamentos. A pesquisa de Goleman lançou um novo movimento no mundo dos negócios e gestão.

ANÚNCIO

O desenvolvimento de IE funciona porque aumenta a compreensão dos outros e cria relacionamentos positivos tanto internamente nas funções do local de trabalho quanto externamente nos negócios. Isso leva a resultados mais eficazes em tudo, desde a comunicação até melhores negócios.

Inteligência emocional definida

Você pode identificar a inteligência emocional em quatro componentes. Para reconhecer o que são experiencialmente, pare um momento para pensar sobre seus colegas. Com base em suas interações com eles ao longo do tempo, o que você identificaria como seus dois principais valores?

Você quer dar um palpite aqui, com base em todas as informações de que dispõe. Considere seus próprios valores também. Agora considere as seguintes definições.

  • Quão bem você conhece a si mesmo? A autoconsciência se concentra em quão bem você se conhece, incluindo seus valores, pontos fortes e fracos, em comparação com a forma como os outros o percebem.
  • Você se adapta bem a novas informações? O autocontrole trata de gerenciar suas emoções e ações de maneira produtiva e saudável.
  • Qual é o seu estilo de gerenciamento de conflitos? Construir relacionamentos trata de como usamos nossa consciência dos outros para maximizar seu potencial e nosso relacionamento.
  • Você sabe como é a empatia? Conscientizar os outros significa conhecer suas emoções e necessidades, bem como suas habilidades, preferências e outros aspectos da diversidade. É também sobre como estender a empatia.
Emotional Intelligence: Why You Need It and How to Spot It at Work
Foto: (Reprodução/Internet)

Dentro desses quatro componentes estão 20 competências, como valorização da autoconsciência, diversidade, adaptabilidade e liderança inspiradora. Como você pode ver, quanto mais você ganha uma consciência detalhada sobre como as pessoas ao seu redor trabalham, melhor podem se envolver em uma comunicação clara, estabelecimento de metas eficaz e gerenciamento de conflitos em oportunidades.

Há um truque interno sobre isso: quanto mais você cultiva IE em si mesmo, mais facilmente você pode identificá-lo nos outros. À medida que você se aprofunda em se conhecer, fica muito mais fácil ler corretamente e identificar qualidades semelhantes em outras pessoas, como emoções, valores, habilidades e estilo de trabalho.

Veja também: Crie uma imagem de marca que ressoe com seu público 

Pratique a compreensão mútua no trabalho

Depois de ter considerado os valores principais de seus colegas (e os seus) e tomado esses valores por meio dos componentes do IE, você pode verificar suas suposições perguntando. Você pode dizer algo como: “Tenho refletido muito sobre meus próprios valores e estou interessado em aprender mais sobre os seus. Quais são seus principais valores e por quê? ”

Claro, você deseja escolher um horário e local que seja condizente com este tópico, mas ficaria surpreso com o quão aberto as pessoas serão, quando tiverem a chance.

A melhor estratégia para conhecer outras pessoas é perguntar a elas. Embora você certamente possa basear-se muito em suas observações, você sempre deseja verificar suas impressões com a confirmação dessa pessoa. Essas conversas não apenas fornecem dados, mas também ajudam a construir um relacionamento.

A verdade é que a inteligência emocional é mais esforço do que habilidade inata. Portanto, reserve um tempo para refletir sobre o que você sabe sobre os outros, reunindo e verificando as informações conforme você avança. Conforme você desenvolve sua compreensão das pessoas em sua vida, você obterá mais e mais percepções, o que leva a muitas outras medidas de sucesso.

E à medida que você aumenta seu IE nessas conversas no local de trabalho, o entendimento dos outros sobre você também aumentará.

Como é sua habilidade em catalisar mudanças? Desenvolvendo outros? Com reconhecimento e prática, as competências relacionais e pessoais começam a se desenvolver uma na outra. Envolva-se e aos outros no trabalho de equalização, depois observe-o proliferar ao seu redor.

Traduzido e adaptado por equipe Autônomo Brasil

Fonte: Entrepreneur 

ANÚNCIO