Por que o marketing inteligente é como um ótimo primeiro encontro

Quando você sai pela primeira vez com alguém, diz a ela como você é maravilhoso e todas as coisas incríveis que pode fazer, e depois pede que ela se case com você? Provavelmente não.

E, no entanto, é exatamente isso que a grande maioria das startups e pequenas empresas fazem quando se trata de seus materiais de marketing. Quer se trate de um folheto, uma página de destino ou um vídeo no YouTube, a maioria dos novos proprietários de empresas se sente compelida a compartilhar cada proposta de valor que puderem de uma só vez e, em seguida, “fechar o negócio” bem no final.

Mas não é assim que um grande encontro ou uma grande peça de marketing realmente funciona. O que a maioria dos empresários tende a esquecer na pressa de fazer a venda é que a primeira chance não é a única. Se tudo correr bem nesse primeiro encontro (com, por exemplo, o folheto inicial), então esse cliente provavelmente voltará para um segundo encontro (talvez ao seu site ou canal do YouTube) para saber mais.

É disso que se trata o grande marketing e estratégia – descobrir o que exatamente você precisa dizer para causar a primeira impressão correta e manter a conversa. Fale muito sobre você ou diga algo errado e o encontro acabou. Se você acha que essa analogia é um pouco rebuscada, basta assistir a este clipe do Dia da Marmota e ver como a metáfora se desdobra.

Em essência, o que Bill Murray está fazendo é o equivalente a um grupo de foco do cliente. Ele está ouvindo. Ele está prestando atenção em seus gostos e desgostos. Ele está reunindo informações valiosas sobre a vida dela para que possa entender melhor o que ela se preocupa, o que a motiva, o que a move.

Por que o marketing inteligente é como um ótimo primeiro encontro
Foto: (Reprodução/Internet)

Quanto mais ele sabe, mais eles têm em comum, o que significa que ele será capaz de dizer as coisas certas na hora certa e prender a atenção dela por um pouco mais de tempo.

Isso é exatamente o que o grande marketing faz. Ele o engana com uma pergunta, uma frase de efeito ou manchete inteligente, um pouco de humor e, em seguida, conta uma história, revelando a combinação certa de detalhes para que você continue a se inclinar um pouco mais, imaginando o que vai acontecer Next.

Claro, o que há sobre essa analogia (e como Bill Murray aprende no decorrer do filme) é que não basta apenas dizer o que sua namorada quer ouvir. Se você não for autêntico, se não acreditar realmente nas coisas que está dizendo ou se não cumprir a promessa do que disse, o relacionamento está condenado.

Veja também: Os 3 melhores chefes que você terá

Um ótimo marketing, assim como um ótimo encontro, é uma porção igual de dar e receber. É saber quando revelar algo sobre você e perceber quando você entrou no reino das informações demais. Portanto, da próxima vez que você estiver se preparando para fazer um novo vídeo, folheto ou página de destino para o seu site, lembre-se de que não precisa dizer tudo de uma vez.

Afinal, um pequeno mistério pode ser uma coisa boa.

Traduzido e adaptado por equipe Autônomo Brasil

Fonte: Entrepreneur