Quer aprender como ser um comunicador melhor? Aprenda a ouvir.

ANÚNCIO

Falta de comunicação, conflito, suposições, erros, equívocos, decisões ineficazes e perda de coesão da equipe: o que todas essas questões organizacionais têm em comum? Todos são resultado, pelo menos em parte, de uma escuta deficiente.

Costuma-se dizer que temos duas orelhas, mas apenas uma boca. Portanto, devemos ouvir o dobro do que falamos. No entanto, embora a escuta eficaz seja uma habilidade altamente valorizada no local de trabalho, muitos de nós achamos essa tarefa difícil de dominar.

ANÚNCIO

Mesmo bons ouvintes têm dificuldade em lembrar o que ouviram. Um estudo da Universidade de Minnesota com milhares de estudantes e centenas de profissionais de negócios revelou que as pessoas só conseguiam se lembrar de cerca de 50% do que ouviram poucos minutos depois de ouvir uma curta palestra. Essa taxa de retenção caiu para menos de 25 por cento após cerca de dois meses.

A capacidade de ouvir ocupa uma posição importante na maioria das listas de habilidades que os empregadores desejam nos funcionários. Além disso, ouvir é fundamental quando você está aprendendo no trabalho, outra habilidade que os empregadores desejam. Ouvir também entra em ação na colaboração, resolução de problemas e trabalho em equipe – mais habilidades e qualidades que se encontram no topo entre os empregadores.

De acordo com especialistas em escuta, como Lyman Steil, da Universidade de Minnesota, o adulto médio passa cerca de 70% do dia em alguma forma de comunicação. As estatísticas mais citadas mostram que os adultos gastam 9% do tempo de comunicação escrevendo, 16% lendo, 30% falando e 45% ouvindo. Portanto, se você deseja melhorar suas habilidades de comunicação interpessoal, concentre-se em se tornar um ouvinte melhor.

ANÚNCIO

Uma miríade de especialistas escreveu muitos livros sobre esse assunto, mas descobrimos que manter o foco em algumas dicas importantes fornece os melhores resultados.

Ouça o conteúdo.

Embora as palavras sejam apenas parte da mensagem, são uma parte importante. Albert Mehrabian, em seu livro Mensagens Silenciosas, sugeriu que as palavras fornecem 7% do significado que derivamos de uma mensagem. Portanto, use seu intelecto para ouvir fatos e idéias, bem como as palavras específicas que as pessoas escolhem; mas concentre-se na ideia principal apresentada.

Você também pode verificar seu entendimento, devolvendo a ideia principal ao palestrante e perguntando se você está correto no que ele está tentando transmitir. É essencial fazer perguntas se você não entende o significado de uma palavra, idioma ou acrônimo. Não deixe que a relutância em demonstrar falta de conhecimento atrapalhe a compreensão.

Ouça a intenção.

Mehrabian também relatou que 38 por cento do significado de uma mensagem vem do tom de voz, inflexão, pausas e outras vocalizações. Pratique o uso de sua intuição para ouvir as mensagens subjacentes. Se você conhece o orador, será mais fácil, mas você pode se tornar mais consciente ouvindo ativamente as pistas de como uma mensagem é apresentada.

Digital Transformation Archives - Bizagi Blog - Ideas for Delivering  Digital Transformation
Foto: (Reprodução/Internet)

Avalie a comunicação não verbal do falante.

A linguagem corporal, incluindo expressões faciais, fornece outros 55% da mensagem verbal. Observe os sinais que indicam o que o locutor está realmente dizendo. Lembre-se de tirar a foto inteira em vez de focar em um indicador. Por exemplo, braços cruzados nem sempre significa que o orador está na defensiva, discorda, está incerto ou inseguro. Às vezes, isso apenas sinaliza que a pessoa está com frio.

Monitore sua comunicação não verbal.

Você deve estar tão vigilante quanto às mensagens que está enviando ao palestrante enquanto ouve. Lembre-se de que a linguagem corporal pode falar muito alto sem que você diga uma palavra. Se a conversa for positiva, não há problema em mostrar isso.

No entanto, se o tópico for mais negativo, você precisa praticar sua expressão impassível, especialmente se você tende a ser animado e é fácil de ler. O envio de sinais negativos pode encerrar a conversa antes que você seja capaz de entender o ponto de vista da outra pessoa. Fazer isso acabará com sua chance de resolução.

Veja também: Que tipo de empreendedor é você?

Ouça o palestrante com empatia.

Finalmente, tente ver a situação do ponto de vista de seu orador e tente não prejulgar. Um dos melhores conselhos que já recebemos foi ouvir todo o argumento de uma pessoa antes de inserir nossos pensamentos na mistura. Além disso, tente se concentrar no orador e no que ele está dizendo, em vez de compor mentalmente sua refutação. Se você puder fazer isso, sua habilidade auditiva irá melhorar imediatamente.

Tornar-se um ouvinte melhor requer tempo, prática e comprometimento. Freqüentemente, recomendamos este exercício como uma forma de aprimorar suas habilidades: Primeiro, escolha uma pessoa com quem você gostaria de estreitar seu relacionamento. Comece fazendo uma pergunta aberta para iniciar a conversa. Em seguida, ouça enquanto aplica as cinco etapas listadas acima.

Comece pequeno. Esforce-se para ouvir por cinco minutos, durante os quais você não tem permissão para interromper, dar conselhos ou sequestrar a conversa, contando ao palestrante o seu lado ou história. Continue a conversa dando ao locutor sinais verbais e não-verbais de que você está ouvindo e fazendo perguntas adicionais.

Traduzido e adaptado por equipe Autônomo Brasil

Fonte: Entrepreneur 

ANÚNCIO