Crie uma imagem de marca que ressoe com seu público

ANÚNCIO

Quer você seja o novo proprietário de uma empresa ou já esteja no mercado há algum tempo, provavelmente você já aprendeu que é importante ter uma imagem de marca forte. E embora isso seja verdade, muitas pessoas realmente não sabem o que isso significa.

A maioria dos proprietários de empresas que tentam criar sua marca costuma passar muito tempo focada no design do logotipo perfeito, a ponto de ficarem presos. Não me interpretem mal; criar um bom logotipo é importante, mas não é o ponto principal e o fim de tudo da marca.

ANÚNCIO

A parte mais importante da criação de uma marca forte? Compreender o que você oferece e para quem está oferecendo. Sem uma visão clara do que é seu negócio, é impossível construir uma marca que se mantenha. Aqui está uma folha de cola de uma hora que vai te ensinar como entender a visão de seu negócio e criar uma imagem de marca que ressoa com seu público

Use esta folha de referências da marca para criar uma imagem de marca forte
Esta folha de dicas não só ajudará você a criar uma imagem de marca em menos de uma hora, mas também a aprender como fazer com que seu público confie – e continue voltando – para sua marca.

Etapa 1: declare seu propósito.

Tempo: 20 minutos

ANÚNCIO

Você já ouviu a frase: “As pessoas não compram o que você faz, elas compram por que você faz isso?”

Acredite em nós: é verdade. No centro de qualquer boa marca está o seu propósito, ou seja, saber por que você faz o que faz. Todos sabem o que fazem, mas apenas um punhado de pessoas e organizações sabem a razão pela qual seus negócios existem.

Este “porquê” é o que separa as marcas que falham das marcas que florescem. Então, para descobrir o seu “porquê”, primeiro anote:O que você faz – refere-se aos produtos ou serviços que sua empresa oferece. Por exemplo, “Eu vendo maquiagem e produtos para os cabelos”.

Como você faz isso – concentre-se no aspecto de seu negócio que o torna único ou o distingue dos concorrentes, por exemplo, “Eu só uso ingredientes de origem ética e‘ verdes ’.”Por que você faz isso – Qual é o seu propósito? Exemplo: “Acredito que toda pessoa merece se sentir bonita, sem precisar abrir mão de seus valores.”

Etapa 2. Faça uma promessa de marca.

Tempo: 10 minutos

A “promessa da marca” refere-se à experiência geral que você deseja oferecer ao seu público. O que torna a imagem de uma marca forte não são as coisas específicas que você vende ou o que você oferece – é como você faz seu público se sentir quando interage com você.

Para entender a promessa da sua marca, primeiro você deve restringir:

Quais são os valores por trás de sua marca? Conhecer os valores de sua marca o ajudará a entender os elementos verbais e visuais a serem usados, que mais tarde o ajudarão a criar a imagem de sua marca. Não tenha medo de ser abstrato aqui; seus valores devem descrever o que sua empresa representa e como você deseja que as pessoas se sintam ao interagir com sua marca.

Por exemplo, os valores centrais da Nike são desempenho, autenticidade, inovação e sustentabilidade.
Como as pessoas devem se sentir ao interagir com sua marca? Anote os traços emocionais. Tente pensar em uma experiência específica que você deseja que seu público tenha ao pensar em sua marca.
Já sabe qual é a promessa da sua marca? Deve ser parecido com isto:

“A promessa da minha marca é que, quando os clientes entrarem em contato comigo, haverá transparência e conforto em cada interação. Quando eles entram na minha loja, quero que sintam que voltaram para casa. ”

Pesquisa & Desenvolvimento - Interface
Foto: 9Reprodução/Internet)

Etapa 3. Conheça o seu público.

Tempo: 20 minutos

Se você não tiver essa parte definida, as outras duas etapas são uma perda de tempo. A razão pela qual você criou um negócio é para ter clientes, certo? Mas sem saber quem são esses clientes em potencial, será impossível criar uma imagem de marca com a qual eles possam se conectar.

Então, aqui está o que você precisa responder:

Quem é seu público alvo? Seja o mais específico possível aqui! Tente imaginar o cliente ideal para sua marca. Dê-lhes um nome, hobbies, gostos e desgostos. Seja o mais detalhado possível para entender quem melhor atende sua empresa.

“Mulheres que procuram maquiagem” fornecerá menos informações do que “Mulheres de meia-idade que são apaixonadas por uma vida limpa e querem uma pele com aparência mais jovem, mas não querem investir tempo e energia em experimentar muitos produtos”.

O que eles querem alcançar? Claro, limite essa resposta ao que é relevante para sua marca. Seguindo o exemplo de cuidados com a pele, isso poderia ser algo como “Meu público quer se sentir bonita, jovem e mimada, sem comprometer seu tempo ou orçamento”.

Para ajudá-lo a entender seu público, crie uma persona do cliente. Este é um composto do seu cliente ideal. Com sua persona, você adiciona detalhes como idade, pontos problemáticos, motivação e gostos e desgostos. Ao concluir, você pode usar sua persona para garantir que está sempre atento às mensagens e ao marketing de seu público.

Veja Também: Confira dicas para criar a identidade visual da sua empresa

Etapa 4. Comece a projetar.

Tempo: sua escolha

Esta é a parte em que seu logotipo entra! Agora que você sabe quem é seu público-alvo, por que eles estão interessados ​​em sua marca e o que sua marca vai prometer a eles, é hora de criar imagens que reflitam isso.

  • Logotipo – crie um logotipo que expresse os valores de sua marca ou destaque seu produto mais vendido. Seu logo pode ser apenas um ícone, apenas o nome de sua marca ou uma combinação dos dois. Independentemente de como você projeta seu logotipo, seja com um criador de logo ou designer profissional, certifique-se de que seja claro, de fácil leitura e possa ser redimensionado sem comprometer a integridade do design.
  • Paleta de cores – Estas cores devem complementar as cores do seu logotipo e serão as cores principais que aparecerão onde sua marca aparecer (seu site, redes sociais, vitrine, sinalização, etc.). Certifique-se de que as cores retratam com precisão a mensagem de sua marca; ou seja, não use preto se estiver fazendo marketing para crianças, assim como você não usaria uma paleta de arco-íris para uma casa funerária.
  • Tipo de letra – Escolha duas ou três fontes para usar em seu site, imagens e em qualquer outro lugar em que sua marca apareça. Semelhante à paleta de cores que você escolheu, verifique se suas fontes expressam a mensagem certa sobre sua marca. Além disso, certifique-se de que cada fonte seja legível; a última coisa que você quer é falar com seu público de uma forma que eles não entendam.
  • Imagens – que tipos de imagens você usará quando estiver se comunicando com seu público? Decida as imagens adequadas que englobem os valores da sua marca, sejam representadas por pessoas felizes, planos de fundo naturais ou produtos elegantes e sofisticados. É claro que suas imagens devem funcionar bem com as opções de paleta de cores e fontes.
  • Voz – Este é o tom em que você “falará” com seu público, tanto pessoalmente quanto online. Como com os visuais que você escolheu, certifique-se de que o tom de voz corresponda aos valores de sua marca; você não gostaria de ter uma marca reconfortante com uma voz sarcástica, assim como não gostaria que uma marca engraçada e animada fosse representada por um tom maçante.

O mais importante a ter em mente é que a imagem da sua marca terá sucesso se o seu público puder confiar nela, ou seja, se você puder construir a confiança com eles. Seja consistente com seus visuais e tom e, com o tempo, seus clientes entenderão que você fez uma promessa específica – e você cumpre todas as vezes.

É hora de criar a imagem da sua marca

A imagem da sua marca é, em última análise, a forma como os outros a percebem, mas cabe a você retratar-se da maneira como deseja ser visto. Lembre-se de ser consistente com suas mensagens e sempre verifique se suas ações correspondem aos valores de sua marca; tudo vai valer a pena quando você perceber que seus clientes estão permanecendo por perto.

Traduzido e adaptado por equipe Autônomo Brasil

Fonte: Under30ceo

ANÚNCIO