6 maneiras de fazer bem fazendo o bem

ANÚNCIO

Hoje em dia, ser líder em uma empresa é mais do que lucrar e atrair grandes talentos. É também sobre como criar uma empresa que realmente se preocupa com a comunidade.

O processo começa com algumas perguntas, como qual é o “bem maior” que a empresa está tentando alcançar? Como a missão diária da empresa se relaciona com o “bem maior?” Que tipo de atividades ou contribuições não se alinham com os valores da empresa?

ANÚNCIO

Encontrar as respostas para essas perguntas pode levar a empresa ao caminho desejado de contribuir para algo maior do que ela mesma. Experimente estas dicas para começar realmente bem fazendo o bem:

1. Crie uma empresa que resolva um verdadeiro problema para as pessoas

Todas as empresas podem ir além de apenas pensar em ter lucro. Uma empresa de tecnologia pode resolver um problema real, não apenas um problema de conveniência. Por exemplo, curar uma doença ou criar itens que facilitem desafios e melhorem a vida das pessoas, como o ReWalk.

2. Doar uma porcentagem do patrimônio da empresa para instituições de caridade

Como um novo empresário, a capacidade de apoiar instituições de caridade com tempo ou dinheiro extra é exagerada. No entanto, a opção de doar apenas quando um negócio é vendido e lucrativo oferece a todas as partes envolvidas uma grande oportunidade no futuro.

ANÚNCIO

Por exemplo, se uma empresa doa um por cento do negócio para a caridade no valor de $ 10 e, em seguida, a empresa é vendida por $ 10 milhões, esse pequeno 1 por cento vale agora $ 100.000. Além disso, ao seguir esse caminho, a organização sem fins lucrativos obtém 100% dos rendimentos sem impostos.

3. Dê uma oportunidade de emprego para alguém que não tem tanta probabilidade de receber outras ofertas

Fazer o bem fazendo o bem pode significar dar uma chance a alguém quando mais precisa. Quer venham de uma formação educacional menos privilegiada ou tenham inúmeras outras circunstâncias trabalhando contra eles, isso não significa que não devam ter uma grande oportunidade de trabalhar para uma empresa promissora.

EU-Startups | Spotlight on European startups - Part 222
Foto: (Reprodução/Internet)

Considere fazer parceria com um abrigo local ou empresa de recolocação que possa sugerir alguns indivíduos de confiança que precisam apenas de um impulso inicial. Todos precisam de uma plataforma para provar que podem fazer algo excelente – ser o catalisador para trazer esperança e um futuro brilhante para alguém que pode estar lutando para encontrá-los.

4. Dê uma boa porcentagem dos lucros à caridade

O CEO da Salesforce, Marc Benioff, é conhecido por sua dedicação pessoal à filantropia e há muito tempo promove a doação de uma porcentagem dos lucros de empresas de sucesso para instituições de caridade. Ele foi recentemente citado na CODE Conference, sugerindo: “Toda empresa precisa ter uma estratégia de filantropia, desde o início”.

5. Aceite projetos pro-bono

Considere o que a equipe pode oferecer a uma instituição de caridade e como o relacionamento pode beneficiar sua causa e necessidades. Seja promovendo a caridade em geral para receber mais fundos do público, coordenando uma grande arrecadação de fundos ou ajudando com finanças, todas essas são habilidades muito cobiçadas que às vezes são mais valiosas do que dólares.

6. Dê aos funcionários dias de folga para serem voluntários na comunidade

Defina uma quantidade específica de dias ou horas que os funcionários podem dedicar ao voluntariado e sugira uma política simples para garantir que eles possam realmente tirar folga e usá-la. O horário deve ser durante o dia normal de trabalho para que os funcionários possam se ausentar do escritório, contribuir com a comunidade e possivelmente até encontrar inspiração para retribuir.

Traduzido e adaptado por equipe Autônomo Brasil

Fonte: Entrepreneur 

ANÚNCIO