Como escrever um e-mail persuasivo

ANÚNCIO

A persuasão por e-mail tem a ver com o que você diz e quando o diz.

Aspectos como o dia da semana, a frequência da comunicação, a consistência no tom e a quantidade certa de simplicidade influenciam nossa capacidade de persuadir por meio de correspondência escrita. Eles são as principais variáveis ​​que compõem a formulação de e-mail influente.

ANÚNCIO

Esteja você em vendas, em busca de um emprego ou tentando transmitir uma mensagem de marketing, aclimatar-se a esses fatores de persuasão é fundamental.

Quando você diz: dias da semana e capacidade de influenciar

Estudos mostram que os e-mails de segunda-feira têm menos probabilidade de obter a resposta desejada. As pessoas gostam de ter sua semana de folga produtiva, então se for rápido, “tudo está indo bem … entrarei em contato amanhã”, tudo bem. No entanto, nada mais é desaconselhado.

Estatisticamente, os e-mails são abertos mais em uma terça-feira na América corporativa do que em qualquer outro dia da semana. Quer esteja diretamente relacionado com a frequência de abertura ou não, parece que terça-feira também é o melhor dia para informar.

ANÚNCIO

Persuadir alguém a agir deve ser reservado para o final da semana. Por exemplo, fornecer aos clientes uma atualização completa na terça-feira quanto ao status do projeto é eficaz, mas não é recomendado que você tente fazer o cliente concordar com uma decisão importante no mesmo dia.

Ao tentar fechar um contrato ou redigir uma aprovação de orçamento, nossos headhunters descobriram que as pessoas estão mais receptivas a agir no final da semana, ou seja, quinta e sexta-feira. Estudos também mostram que as pessoas são mais receptivas a e-mails que chegam na hora do almoço.

Independentemente do dia, menos formal é mais persuasivo. Se você precisar escrever um e-mail formal e longo, anexe essas informações em um documento separado. As pessoas são persuadidas por aqueles com quem se identificam e gostam.

O que você diz: 3 dicas para comunicação persuasiva

1. Compreenda o poder do “porque”. Ao fazer um pedido, você será mais persuasivo ao dizer à pessoa por que está fazendo esse pedido. Estudos mostraram que usar a palavra “porque” em correspondência por e-mail é 31% mais eficaz ao buscar conformidade, em comparação com deixar a palavra de fora.

2. Conte uma história curta sobre um cliente anterior ou colega de trabalho como aquele indivíduo. Quando um cliente consegue se identificar com uma situação que permite que você mantenha a correspondência simplista, mas interessante e emocionalmente envolvente para o público.

3. Inicialmente surpreenda-os com uma afirmação surpreendente, mas evite explicações longas e profundas após essa afirmação. Compromisso e consistência na correspondência são fundamentais. O impulso de ser e parecer consistente constitui uma arma altamente potente de influência social, muitas vezes nos levando a agir de maneiras que são claramente contrárias aos nossos melhores interesses.

Home Brasil - SEDA College
Foto: (Reprodução/Internet)

A boa consistência pessoal é altamente valorizada em nossa cultura e é uma importante arma de persuasão ao lidar com clientes, colegas de trabalho, subordinados e chefes. Como deveria ser. Ele nos fornece uma orientação razoável e lucrativa para o mundo. Na maioria das vezes, estaremos melhor se nossa abordagem das coisas for bem amarrada com consistência.

Sem ele, a vida dos clientes seria difícil, errática e desconexa, tornando mais difícil conquistá-los para sua maneira de pensar. É por isso que respostas esporádicas de e-mail ou uma grande mudança no tom de correspondência para correspondência devem ser evitadas.

Ver também: Por que você deve ter uma semana sem reuniões

No final

A única maneira de levar as pessoas a fazer as coisas é fazê-las querer fazer. O desejo mais profundo da natureza humana é o desejo de se sentir importante. Seja por e-mail ou pessoalmente, é quase impossível persuadir se a outra parte pensa que você não se importa.

Traduzido e adaptado por equipe Autônomo Brasil

Fonte: Entrepreneur 

ANÚNCIO