Dicas a serem consideradas antes de entrar em uma parceria de negócios:

ANÚNCIO

Então, você tem uma ideia brilhante para um negócio e está pronto para começar. Você está cheio de entusiasmo e começou a planejar tudo, desde branding e marketing até vendas e distribuição. No entanto, quando chega a hora, pode ser mais difícil começar do que você esperava.

Embora começar um novo negócio seja incrivelmente recompensador, haverá muitas armadilhas inesperadas a serem superadas ao longo do caminho. Se você não tiver um pouco da experiência empreendedora necessária para começar, a oportunidade de abrir um negócio com um parceiro pode ser a solução ideal.

ANÚNCIO

Começar um negócio com dois cérebros em vez de um traz muitos benefícios, pois a capacidade de fazer sua empresa crescer junto com um parceiro e, ao mesmo tempo, maximizar seus talentos e experiências é muito valiosa. Antes de entrar em uma parceria, um forte acordo comercial e um plano inicial são necessários, juntamente com medidas de sucesso definidas e análise de risco.

Abaixo estão nossas quatro dicas a serem consideradas antes de entrar em uma parceria de negócios:

Conheça seu parceiro

Se você está pensando em iniciar um novo negócio com um parceiro, certifique-se de conhecê-lo pessoalmente antes de investir tempo e dinheiro em um projeto. Afinal, vocês vão passar muito tempo juntos, então é melhor descobrir se uma relação de trabalho é plausível.

Antes de mergulhar de cabeça, elabore um plano de negócios abrangente. Para onde você quer que sua ideia, produto ou serviço vá? A determinação de objetivos específicos e mensuráveis ​​mostrará como uma parceria pode funcionar para seu novo negócio. Tanto as diferenças quanto as compatibilidades podem impulsionar sua empresa para o sucesso, e tal exercício ajudará a mapear como poderia ser uma relação de trabalho entre dois parceiros.

ANÚNCIO

Faça a devida diligência e certifique-se de que ambos “clicaram” antes de lançar seu empreendimento, pois os empreendedores podem ter atitudes muito diferentes em relação ao horário de trabalho, estratégia e nível de contribuição e compromisso.

Visões divergentes sobre os principais fatores, como risco e expansão, podem significar que a personalidade de seus negócios é um pouco diferente. Se você não consegue se alinhar com os aspectos fundamentais de seu plano de negócios, é provável que não esteja alinhado quando se trata de tomar grandes decisões de negócios, como contratar funcionários, escolher novos locais para expansão e crescimento.

Por outro lado, trabalhar com alguém que tem atitudes e conhecimentos diferentes dos seus também pode levar a uma ótima solução de problemas e diferenciar sua empresa da concorrência. Encontrar o equilíbrio é fundamental.

Entenda seu contrato de parceria

Depois de decidir que pode trabalhar com seu parceiro de negócios, é importante assinar documentos legais que especifiquem claramente sua participação acionária e responsabilidades em sua nova empresa.

Você não quer se encontrar em uma situação desconfortável após um acordo de parceria que se desviou de seu plano original. É uma ótima ideia consultar um advogado para garantir que sua empresa seja registrada corretamente e seja 100 por cento legítima antes de prosseguir.

Embora o plano possa ser abrir um negócio com uma parceria 50/50, as coisas mudam. Um documento legal que confirma as responsabilidades de cada parceiro irá proteger o seu trabalho árduo e a sua empresa no caso de algo sair do plano no futuro. Esse documento pode permitir que você aumente sua participação acionária se o seu parceiro ficar preocupado com outros projetos ou optar por deixar a empresa, por exemplo.

Se buscar aconselhamento jurídico é algo que está fora de suas capacidades financeiras, você pode fazer isso por conta própria, incluindo termos e acordos em seus planos de incorporação de negócios. Se você está abrindo um negócio com outra pessoa, normalmente poderá reivindicar 50 por cento de todos os lucros ou uma parte dos ativos da empresa, caso surja algum problema.

Se um parceiro planeja investir mais tempo ou investimento inicial na empresa, é quando as águas podem ficar turvas. É aqui que você também pode especificar se estará envolvido com os negócios do dia-a-dia ou com um investidor de segundo plano, o que pode impactar seu salário ou ativos na empresa. A transparência é muito importante neste estágio do processo, então seja franco e honesto sobre suas intenções.

Um fator-chave por trás de qualquer relação comercial de trabalho é que você compartilha valores e acredita na visão da sua empresa. É importante entender as motivações do seu parceiro e que eles conheçam as suas. A colaboração é a chave para um relacionamento de longo prazo de sucesso. Se vocês dois sabem onde sua empresa quer chegar e como querem atingir esse crescimento, o negócio e o relacionamento devem florescer naturalmente.

partnership
Foto: (Reprodução/Internet)

Gerenciamento de tempo e carga de trabalho

Se você tem formação em finanças com experiência em grandes empresas multinacionais, seu parceiro ideal pode complementá-lo com uma formação jurídica e exposição a startups. Seja qual for o caso, é importante aproveitar os recursos que cada parceiro traz para a mesa.

Faça um acordo e determine quem faz o quê e quais responsabilidades cabem a quem. Isso pode significar que você supervisiona a contabilidade e alavanca seus relacionamentos comerciais e fontes de financiamento, enquanto seu parceiro gerencia as operações diárias dos negócios e a conformidade corporativa. Cada negócio exige seu próprio nível de comprometimento, tempo investido e trabalho árduo.

Tudo isso se resume à confiança: você precisa saber que seu parceiro é confiável e confiável e que ele faz o que diz que vai fazer. Se o trabalho deles está causando impacto nos negócios, não será difícil resolver isso. Defina uma medida de sucesso e acompanhe seu progresso em relação a ela. Continue verificando uns com os outros para resolver quaisquer obstáculos antes que se tornem problemas importantes e inibam o crescimento.

Alinhe seus perfis de risco

Não há como negar que abrir um negócio é arriscado. Fazer isso em uma parceria não muda isso. É importante que você e seu parceiro definam quais riscos estão dispostos a correr. Seja ações vendidas a investidores, empréstimos contraídos no banco ou um cronograma definido para obter retornos.

A compatibilidade tornará a criação de uma estratégia de negócios e a obtenção de crescimento muito mais fácil de obter. Manter um negócio é estressante, e você e seu parceiro podem se encontrar em situações em que questionam a viabilidade de sua ideia.

Prepare-se para esses casos e defina os riscos que está disposto a correr. Alcance o equilíbrio certo entre cautela e assumir riscos quando necessário. Em uma parceria de negócios, seus fundadores precisam compartilhar uma ideia de sucesso e identificar o que pode ser sacrificado para alcançá-lo.

Veja também: Como evitar o esgotamento como empreendedor 

Conclusão

Entrar em um empreendimento comercial com um parceiro traz muitos benefícios, incluindo acesso a recursos e conhecimentos complementares e a capacidade de maximizar o esforço investido para transformar sua visão em um negócio funcional.

No entanto, não é a única opção que você deve considerar ao iniciar um negócio, então faça sua lição de casa e considere todas as suas opções. Embora trabalhar em parceria possa ser o caminho certo para alguns, também pode ir para o sul rapidamente se você não alinhar seus objetivos com seu parceiro.

Concentre-se em seus objetivos de negócios de longo prazo e encontre um parceiro que compartilhe sua visão, paixão e motivação para tornar seu negócio um sucesso.

Traduzido e adaptado por equipe Autônomo Brasil

Fonte: Startupnation 

 

ANÚNCIO